nosmulheres
Olá!
Bem-vinda
nosmulheres

Porque os mais belos momentos são nossos. Um forum onde se fala de culinária, artesanato, os nossos filhos, os nossos animais, noticias, saúde, toda a nossa conversa...ser mulher
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Desiludidos com o país, portugueses procuram outros ares

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
vivie
Membro Diamante
Membro Diamante
avatar

Feminino
Escorpião Cabra
Inscrição : 27/05/2008
Nº de Mensagens : 6876
País :
Emprego/lazer : de momento em casa
Humor : neste momento quase nada me faz sorrir...
Rainha do mês :

MensagemAssunto: Desiludidos com o país, portugueses procuram outros ares    Seg 8 Nov - 14:23

Estima-se que todos os anos entre 70 a 75 mil portugueses procurem outros países para trabalhar. Na década de 60 emigravam perto de 80 mil.

São na maioria jovens, são na maioria homens. Mas já não vão com uma mala de cartão para França, nem morar nas ‘bidonvilles' ao redor de Paris. Os novos emigrantes portugueses sentem que Portugal é limitador. A todos os níveis. No desenvolvimento profissional e pessoal que lhes propõe. Nos limites salariais que lhes impõe. No emprego que pura e simplesmente não existe.

Nuno Oliveira sabe o que isso é. Hoje com 23 anos, Nuno vivia em Odeceixe, na costa vicentina do Algarve. E a dificuldade em arranjar trabalho levou-o a emigrar. Desde 2003, só da família de Nuno partiram dez pessoas para Inglaterra. Lá, casou-se e teve uma filha com uma portuguesa, Catarina, que também já era emigrante com os pais.

O perfil do emigrante português não é certo. Sabe-se apenas o que foi dito no início do artigo. Mas não se sabe que formação tem.

Há não muito tempo, Rui Pena Pires, coordenador do Observatório da Emigração, foi ao Parlamento dizer que um dos "equívocos que se criou" é o de que as pessoas que hoje mais emigram sejam qualificadas. De acordo com o Banco Mundial, 20% dos licenciados portugueses estariam fora do País. Mas o responsável afirma que é preciso "ter cuidado" com estes dados.

Talvez por serem mais facilmente contactáveis, a maioria das pessoas com quem o Diário Económico conseguiu falar não têm um perfil idêntico ao de Nuno Oliveira, que trabalha como operador de máquinas. Ou como o de Vasco Linhares, 37 anos, que foi trabalhar para uma empresa portuguesa em Angola em 2007 porque tinha dificuldade em pagar as contas da família.

Os contactados são, na sua maioria, licenciados. E nem sempre os licenciados vão para fora por razões económicas. Como refere Maria Neiva, que escreve no blogue Mind this Gap (Graduados Abandonam Portugal), há várias razões: " necessidade aliada à vontade de alargar horizontes, pela aventura, outros porque se chateiam com o país".

Mesmo os dados sobre o número de pessoas que todos os anos emigram para fora do País são discrepantes entre entidades como o INE e os dados recolhidos, por exemplo, pelo Observatório da Emigração.

Em média, estimava Rui Pena Pires na mesma ocasião, 70 a 75 mil portugueses emigram todos os anos. Mas o número tem vindo a desacelerar com a crise. O número aproximar-se-á assim da época "dourada" da emigração, nos anos 60, quando emigravam anualmente 80 mil portugueses.

http://economico.sapo.pt/noticias/desiludidos-com-o-pais-portugueses-procuram-outros-ares_103629.html
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://aculinariaeeu.blogspot.com/
 
Desiludidos com o país, portugueses procuram outros ares
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
nosmulheres :: Temas em geral :: Banca dos jornais-
Ir para: