nosmulheres
Olá!
Bem-vinda
nosmulheres

Porque os mais belos momentos são nossos. Um forum onde se fala de culinária, artesanato, os nossos filhos, os nossos animais, noticias, saúde, toda a nossa conversa...ser mulher
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Alemanha

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
a_velhinha_analucia
Membro d'Ouro
Membro d'Ouro
avatar

Feminino
Capricórnio Porco
Inscrição : 20/01/2010
Nº de Mensagens : 1423
País :
Emprego/lazer : empregada mas nao muito...
Humor : tem dias....
Rainha do mês :

MensagemAssunto: Alemanha    Qui 16 Dez - 10:58

Um grupo de investigadores alemães reclama ter conseguido curar um homem da infeção por VIH de que sofria. Mas as circunstâncias especiais do caso fazem com que a comunidade científica não esteja a pular de alegria

9:36 Quarta feira, 15 de Dez de 2010

O caso, publicado na semana passada no jornal Blood, e divulgado agora pela CNN, diz respeito a um homem, seropositivo, que também sofria de uma forma aguda de leucemia. Os médicos anularam o seu sistema imunitário com doses altíssimas de quimioterapia e radiação, antes de o submeter a um transplante de células estaminais.

Na altura do transplante, Fevereiro de 2007, o paciente deixou de tomar a medicação contra o VIH. Treze meses mais tarde, depois de uma recidiva da leucemia, submeteu-se a uma nova ronda de tratamentos, a que se seguiu mais um transplante de células, provenientes do mesmo dador.

E aqui está um "pormenor" importante: as células estaminais do dador continham uma rara mutação genetica que as tornavam naturalmente resistentes à infeção por VIH.

Decorridos três anos e meio, sem medicação anti-retroviral, o homem não sofre nem de leucemia nem de infeção por VIH e o seu sistema imunitário parece funcionar com toda a normalidade.

O caso entusiamou os participantes na investigação, mas não tem o mesmo efeito em outros investigadores.

"Para receber as células doadas, ele teve de ficar sem sistema imunitário", argumenta, à CNN, Michael Saag, professor de medicina e diretor do Centro para a SIDA de Birmingham. "E os melhores candidatos para uma cura são, idealmente, pessoas saudáveis", sem leucemia.

"Não vai ser aplivável a não ser que [os doentes] desenvolvam leucemia ou linfona e precisem de um transplante de medula".

Este estudo, considera o professor, é a prova, no entanto, da teoria de que se forem eliminadas todas as células do corpo que estão a produzir o VIH e forem substituídas por células não infetadas, obtém-se uma cura.

Do diretor do Instituto norte-americano para as Alergias e Doenças Infecciosas, Anthony Fauci, chega mais um argumento: "Já é difícil encontrar uma boa compatibilidade para um transplante destes. Mas aqui temos de encontrar um dador compatível com este defeito genético e este defeito está presente em apenas 1% da população caucasiana e em 0% da população negra

http://aeiou.visao.pt/vih-primeiro-caso-de-cura-reportado=f582867

_________________
estou contigo para rir ou para chorar....

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Alemanha
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
nosmulheres :: Temas em geral :: Banca dos jornais-
Ir para: