nosmulheres
Olá!
Bem-vinda
nosmulheres

Porque os mais belos momentos são nossos. Um forum onde se fala de culinária, artesanato, os nossos filhos, os nossos animais, noticias, saúde, toda a nossa conversa...ser mulher
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 Portão fechado a cadeado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
gargula
Membro Diamante
Membro Diamante


Feminino
Capricórnio Cobra
Inscrição : 18/02/2008
Nº de Mensagens : 5781
País :
Emprego/lazer : Técnica Administrativa
Humor : ha dias e dias ... lol

MensagemAssunto: Portão fechado a cadeado   Qua 17 Dez - 8:57

A Associação de Pais fechou, esta segunda-feira de manhã, a Escola Básica 2,3 Gonçalves Crespo, em Odivelas, em protesto contra a degradação do estabelecimento e para exigir que sejam feitas as obras prometidas para este ano.

A manifestação começou por volta das seis da manhã, altura em que os encarregados de educação fecharam a escola a cadeado. Segundo o presidente da Associação de Pais, Paulo Mota, meia hora depois chegou uma delegação do Ministério da Educação que cortou a corrente que impedia a entrada no estabelecimento.

Os membros da Associação de Pais permaneceram no local e formaram um cordão humano à porta da escola. Cada elemento trazia uma mensagem pendurada ao pescoço. "Tecto a cair - use capacete", lia-se num dos cartões, com uma imagem da cobertura podre de uma das salas de aula. "Poupe água - não lave as mãos", dizia outra mensagem, que exibia uma fotografia de um lavatório em mau estado, com a torneira avariada. Por volta das oito - e à medida que iam chegando para as aulas - dezenas de alunos, muitos acompanhados pelos pais, associaram-se ao protesto, com gritos de "Queremos obras!".

O protesto, que decorreu sempre de forma pacífica, só terminou pelas 8.30 horas, com a desmobilização dos elementos da Associação de Pais, que incentivaram os alunos a irem para as aulas.

Ratos, buracos no chão, vidros partidos e casas de banho avariadas compõem o cenário de profunda degradação da EB 2,3 Gonçalves Crespo, na freguesia da Pontinha. "A escola foi construída há 31 anos, tem 680 alunos, 86 professores e 22 auxiliares de acção educativa e só teve uma pintura exterior", diz Paulo Mota.

"Tenho uma filha de dez anos que entrou aqui este ano. No dia da apresentação vim conhecer a escola e recusei entrar. É muito contrariada que deixo a minha filha aqui, mas não temos escolha", lamenta Zélia Clara, 32 anos.

"Já apareceram ratazanas na sala e também há cobras", descreve Erika Manuel, 14 anos. "Até já houve professores a cair nos buracos que há no chão", acrescenta Ludmila Oliveira, 13 anos, que também se queixa do frio nas salas, provocado pelo mau isolamento do tecto.

Paulo Mota mostrou ao JN o relatório de uma vistoria realizada este ano pelo Centro de Saúde da Pontinha, que descreve a escola como estando em "mau estado de conservação". "As salas de aula apresentavam elevado estado de degradação, ao nível dos tectos, paredes e pavimento", pode ler-se no documento, que também aponta problemas na cozinha e no refeitório e a inexistência de lava-mãos.

"É fundamental que haja uma intervenção de fundo dado que muitos dos equipamentos/infra-estruturas existentes são antiquados e encontram-se em mau estado de conservação", conclui o relatório. Este documento, admite o responsável da Associação de Pais, foi a gota de água que "empurrou" os encarregados de educação para a manifestação de ontem.

IN Jornal de Noticias
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Portão fechado a cadeado
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
nosmulheres :: Temas em geral :: Banca dos jornais-
Ir para: