nosmulheres
Olá!
Bem-vinda
nosmulheres

Porque os mais belos momentos são nossos. Um forum onde se fala de culinária, artesanato, os nossos filhos, os nossos animais, noticias, saúde, toda a nossa conversa...ser mulher
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 TGV: Suspensão do projecto implicaria perda 383,38 milhões d

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
moranguita
Membro Diamante
Membro Diamante


Feminino
Aquário Búfalo
Inscrição : 30/06/2008
Nº de Mensagens : 18904
País :
Humor : bom por norma
Rainha do mês :

MensagemAssunto: TGV: Suspensão do projecto implicaria perda 383,38 milhões d   Sex 16 Jan - 17:05

A suspensão do projecto de alta velocidade ferroviária, proposta pelo PSD, implicaria a perda de fundos comunitários no valor de 383,38 milhões de euros, segundo dados disponíveis no "site" da RAVE, empresa responsável pelo projecto.

O investimento no projecto português de alta velocidade, que a presidente do PSD, Manuela Ferreira Leite, afirmou que riscará no caso de formar Governo, ascende a 8,2 mil milhões de euros (3,8 mil milhões de euros para a linha Lisboa-Porto, 3 mil milhões para a linha Lisboa-Madrid, 0,8 mil milhões para o troço Braga-Valença da linha Porto-Vigo e 0,6 mil milhões para a sinalização), de acordo com as informações disponíveis na página de Internet da RAVE.

O projecto será financiado em 36 por cento pelo Estado, em 45 por cento por investidores privados e em 19 por cento por fundos comunitários.

Para o período 2007-2013, a Comissão Europeia atribuiu ao projecto português, no âmbito da Rede Transeuropeia de Transportes (RTE-T), 383,38 milhões de euros, que se não forem aplicados serão perdidos.

Também para o período 2007/2013, o projecto português tem assegurado o financiamento de 955 milhões de euros no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

O modelo de negócio do projecto prevê que o Estado comece a pagar a rede de alta velocidade em 2013, quando a linha entrar em funcionamento.

No entanto, o Estado vai investir, a partir deste ano e até 2013, 137 milhões de euros no troço Poceirão-Caia, o primeiro lançado, e orçado em 1.450 milhões de euros.

Entre 2001 e 2007, a RAVE gastou 74,1 milhões de euros em estudos, de acordo com o relatório e contas da empresa.

Na linha Lisboa-Madrid, o contrato de concessão para a construção e exploração do troço Poceirão-Caia, o primeiro concurso lançado, deverá ser assinado em Setembro, enquanto o concurso para o troço Poceirão-Lisboa deverá ser lançado em Fevereiro.

Os concursos para os dois troços da linha Lisboa-Porto (Lisboa-Pombal e Pombal-Porto) serão lançados durante o primeiro semestre deste ano, enquanto que durante o segundo semestre será lançado o concurso para o troço Braga-Valença, segundo o calendário do Governo.

De acordo com o calendário do Governo, no primeiro semestre deste ano será lançado o concurso para a aquisição do material circulante (comboios), que terá uma duração de cerca de 18 meses.

Os prazos definidos pelo Governo português prevêem a entrada em funcionamento da linha Lisboa-Madrid em 2013 e da linha Lisboa-Porto em 2015.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://docesdamoranguita.blogspot.com
 
TGV: Suspensão do projecto implicaria perda 383,38 milhões d
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
nosmulheres :: Temas em geral :: Banca dos jornais-
Ir para: