nosmulheres
Olá!
Bem-vinda
nosmulheres

Porque os mais belos momentos são nossos. Um forum onde se fala de culinária, artesanato, os nossos filhos, os nossos animais, noticias, saúde, toda a nossa conversa...ser mulher
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 H1N1: 20 países afectados mas autoridades mais optimistas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
moranguita
Membro Diamante
Membro Diamante


Feminino
Aquário Búfalo
Inscrição : 30/06/2008
Nº de Mensagens : 18904
País :
Humor : bom por norma
Rainha do mês :

MensagemAssunto: H1N1: 20 países afectados mas autoridades mais optimistas   Seg 4 Maio - 8:08

A gripe A já afecta 20 países, mas as autoridades do México, onde a epidemia teve a sua origem, se mostraram confiantes e afirmaram que a doença está em fase de declínio, enquanto os Estados Unidos também identificam sinais positivos.

O ministério da Saúde de El Salvador informou que duas pessoas têm a gripe A no país, o que faz do país o 20° afectado pela epidemia.

O governo colombiano também anunciou hoje a confirmação do vírus num homem de 42 anos que voltou do México e vive perto de Bogotá.

Antes do comunicado de El Salvador, o site da Organização Mundial de Saúde (OMS) confirmava 898 casos de gripe suína em 19 países, incluindo 506 no México, tendo 19 deles resultado em morte, e 226 casos nos Estados Unidos, com um óbito.

As autoridades mexicanas, epicentro da epidemia, anunciaram que o número de vítimas fatais da gripe subiu de 19 para 22, e que o número total de infectados é de 568, mas estimaram que a epidemia está em fase de declínio no país.

«O pico a nível nacional aconteceu entre 23 e 28 de abril», afirmou o ministro da Saúde, José Angel Córdova, durante uma entrevista coletiva, na qual também pediu ao país para «não baixar a guarda».

As autoridades mexicanas haviam informado há alguns dias 159 mortes provavelmente provocadas pela gripe A (H1N1), a última denominação que a Organização Mundial da Saúde (OMS) deu à gripe suína. No entanto, exames mais rigorosos realizados em laboratórios americanos e canadenses descartaram a maioria dos casos.

As autoridades de saúde dos Estados Unidos anunciaram que a gripe suína está presente em mais de metade do país, com 226 casos confirmados em 30 estados. O país permanece com apenas um caso fatal, um menino mexicano de menos de dois anos que faleceu no dia 27 de abril no Texas, um dos estados mais afectados, com 40 casos detectados até domingo.

O estado de Nova Iorque continua a ter o maior número de casos, 63, seguido de longe pela Califórina, com 26, segundo os Centros para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

Ao mesmo tempo, as autoridades de saúde anunciaram sinais positivos sobre o foco epidémico de gripe A, opinando que o vírus não parece mais perigoso que uma gripe sazonal.

«Devemos colocar as coisas em perspectiva. A gripe sazonal que nos afeta todos os anos mata 36.000 pessoas nos Estados Unidos», declarou o diretor dos CDC, Richard Besser, ao canal Fox.

«No caso da gripe suína A/H1N1 é alentador constatar que este vírus não parece mais severo que uma cepa de gripe sazonal», completou.

Na Espanha, país europeu mais afectado, o número de casos confirmados subiu para 44, com apenas seis pessoas hospitalizadas.

Os outros países europeus onde a doença já foi detectada são: Alemanha, Áustria, Dinamarca, França, Irlanda, Itália, Holanda, Reino Unido e Suíça.

No Médio Oriente, a doença atinge Israel, onde um quarto caso foi constatado. A gripe A também já afecta Hong Kong e Coreia do Sul, na Ásia; e El Salvador, Costa Rica e Colômbia, na América Latina.

Para além disso, o vírus também chegou à Nova Zelândia, na Oceania.

O medo de propagação do vírus fez com que vários países adoptassem medidas que alguns consideram exageradas.

O governo do Egipto, por exemplo, ordenou o sacrifício de 250.000 porcos, o que gerou confrontos violentos neste domingo no Cairo entre criadores e autoridades encarregadas de executar a tarefa. Sete agentes de segurança ficaram feridos.

O vírus A (H1N1) também foi detectado em criações de porcos em Alberta (oeste do Canadá). Segundo as autoridades, os animais provavelmente foram expostos ao vírus por um agricultor que viajou recentemente ao México.

Apesar dos animais já estarem curados e da Agência Canadiana de Inspecção de Alimentos (ACIA) ter anunciado que a segurança alimentar está garantida, a notícia pode ter repercussões sobre o comércio. Quinze países, entre eles China e Rússia, proibiram ou limitaram a importação de porcos ou seus produtos derivados procedentes dos Estados Unidos, Canadá e México.

A OMS, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e a Organização Mundial do Comércio (OMC) afirmam e repetem que a carne de porco não é fonte de infecção.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) pediu que se procure impedir uma possível epidemia de gripe suína entre os porcos, com o objectivo de limitar uma propagação do vírus entre os humanos.

A organização explicou o risco apenas acontece quando há contato de uma pessoa com as secreções do porco, e não com a carne do animal.

A China também adoptou medidas rígidas após a detecção do vírus em Hong Kong, ordenando a quarentena de pelo menos 41 mexicanos, o que provocou protestos do governo do México, que em represália desaconselhou viagens ao gigante asiático.

As autoridades também obrigaram os clientes e funcionários do hotel Metropark de Hong Kong - 300 pessoas no total - a permanecer em quarentena porque um mexicano, portador do vírus H1N1, passou algumas horas no estabelecimento.

O Papa Bento XVI expressou neste domingo aos países afectados pela gripe a sua solidariedade, afirmando que reza pelas vítimas da doença.

«Desejo expressar minha proximidade e assegurar minha oração pelas vítimas da gripe que está a afectar o México e outros países«, afirmou o Papa em espanhol.

«Nossa Senhora de Guadalupe os assista e proteja sempre», acrescentou Bento XVI.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://docesdamoranguita.blogspot.com
 
H1N1: 20 países afectados mas autoridades mais optimistas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
nosmulheres :: Temas em geral :: Banca dos jornais-
Ir para: