nosmulheres
Olá!
Bem-vinda
nosmulheres
Olá!
Bem-vinda
nosmulheres
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
nosmulheres

Porque os mais belos momentos são nossos. Um forum onde se fala de culinária, artesanato, os nossos filhos, os nossos animais, noticias, saúde, toda a nossa conversa...ser mulher
 
InícioInício  PortalPortal  ProcurarProcurar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

 

 Páscoa, tradições e lendas

Ir em baixo 
AutorMensagem
issis
Membro Diamante
Membro Diamante
issis

Feminino
Peixes Macaco
Inscrição : 10/01/2008
Nº de Mensagens : 9416
País : Páscoa, tradições e lendas Por10

Páscoa, tradições e lendas Empty
MensagemAssunto: Páscoa, tradições e lendas   Páscoa, tradições e lendas EmptyQua 20 Abr - 15:32


Há pratos típicos da época que marcam presença em quase todas as mesas, de norte a sul do país, como o tradicional folar, que é normalmente um pão de ovos, podendo ser doce ou salgado, as amêndoas, de chocolate, caramelizadas ou envoltas em açúcar e, no campo dos pratos, o cabrito. Mas há mais!

Norte

Cabrito, borrachos, pão-de-ló e folar doce e broinhas enchem as mesas do Norte nesta época de festa. A tradição mais peculiar a norte é o "jantar do Mordomo da Cruz", que acontece anualmente em Ribeira Lima. É quem transporta a cruz que tem de pagar o almoço a toda a freguesia, numa mesa que pode chegar a acolher cerca de 500 pessoas! A tradição repete-se em Fontão e Meixedo.

Em Valença, a doçaria é a rainha da Páscoa, sendo os borrachos o doce de eleição. Na região de Basto não falta à mesa o cabrito assado, prato que constitui a principal tradição gastronómica desta época. Em Trás-os-Montes é o delicioso folar de carne que merece destaque. A bola, elaborada com farinha, fermento, ovos, leite, azeite ou manteiga, e carne de porco, entre outras carnes, já ganhou adeptos um pouco por todo o país.

Na região de Felgueiras não falta nas mesas o famoso pão-de-ló de Margaride. Já em Vila do Conde e na Maia é o folar doce que impera, sob a designação de pão-doce ou broinhas.

Centro e Sul

Empenadinhas, broinhas e bolos de azeite, chanfana e leitão assado marcam presença nas mesas do centro do país. Na região da Covilhã, a iguaria típica desta época são as empenadinhas.

Em diversas regiões do centro as broinhas e os bolos de azeite são os favoritos nesta época. Já na Beira Litoral, as mesas não passam sem chanfana ou leitão assado.


Alentejo

Em toda a região do Alentejo o cordeiro é o prato principal. No que diz respeito aos folares, há dois tipos em particular dignos de destaque: Em Castelo de Vide, o folar tem a forma de um duplo coração de ovos, decorado com motivos feitos da mesma massa e em Elvas, os folares apresentam formas de animais, representando borregos, lagartos, pintainhos ou pombos.

Conheça a lenda do folar da Páscoa

Desconhece-se a origem desta lenda sobre um dos alimentos mais tradicionais desta época, sabendo-se apenas que é muito antiga. A história tem como protagonista uma jovem chamada Mariana que vivia numa aldeia portuguesa e desejava ardentemente casar-se cedo. Para cumprir o seu desejo, rezava muito a Santa Catarina, a quem era devota. A Santa não demorou muito a concretizar-lhe o desejo: Logo surgiram dois pretendentes. Os dois belos jovens tinham apenas duas diferenças que dificultavam a escolha: um era um fidalgo rico e o outro, um lavrador pobre. Absorta em dúvidas, a jovem Mariana voltou-se novamente para Santa Catarina, a quem pediu ajuda para fazer a escolha certa. Os dois jovens bateram-lhe à porta, primeiro um, depois o outro, pressionando-a para escolher. No Domingo de Ramos, os dois jovens que disputavam Mariana encontraram-se e lutaram. Quando mariana soube, correu até eles e acabou por escolher Amaro, o jovem pobre, para que parassem de lutar.

Na véspera do Domingo de Páscoa, a jovem ainda não tinha paz, pois receava que se concretizasse a ameaça do fidalgo aparecer no casamento e matar Amaro. A jovem voltou a rezar a Santa Catarina, cuja imagem lhe sorriu. Depois de colocar flores no altar, ao regressar a casa, viu que tinha em cima da mesa um grande bolo com ovos inteiros, rodeado de flores, as mesmas que Mariana tinha posto no altar. Também Amaro recebeu o mesmo e o fidalgo. Desconhecendo de onde vinha a oferta de paz, Mariana convenceu-se que a oferta vinha diretamente de Santa Catarina.

Este bolo especial começou por se chamar folore, tendo ficado mais tarde conhecido como folar e constituindo-se como uma das iguarias mais tradicionais da Páscoa, celebrando a amizade e a reconciliação. No âmbito das festividades cristãs da Páscoa, é costume o afilhado levar à sua madrinha, no Domingo de Ramos, um ramo de violetas que ela retribui, no Domingo de Páscoa, com um folar.

Fonte:
http://aeiou.escape.pt/pub/pascoa_2011/v3_tradicao_pascoa.html

_________________
http://isisbolos.blogspot.com/
http://cantinhodaisis.blogspot.com/
http://acozinhadaisis.blogspot.com/
Paizinho, amar-te-ei eternamente!
Nuno, estarás para sempre nos nossos corações, és a nossa estrela!
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Páscoa, tradições e lendas
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
nosmulheres :: Outras conversas :: Datas festivas :: Páscoa-
Ir para: