nosmulheres
Olá!
Bem-vinda
nosmulheres

Porque os mais belos momentos são nossos. Um forum onde se fala de culinária, artesanato, os nossos filhos, os nossos animais, noticias, saúde, toda a nossa conversa...ser mulher
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 Grevistas ameaçam voltar a paralisação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
gargula
Membro Diamante
Membro Diamante


Feminino
Capricórnio Cobra
Inscrição : 18/02/2008
Nº de Mensagens : 5781
País :
Emprego/lazer : Técnica Administrativa
Humor : ha dias e dias ... lol

MensagemAssunto: Grevistas ameaçam voltar a paralisação   Sex 12 Dez - 9:06

Os trabalhadores de higiene urbana da Câmara de Lisboa, que terminaram esta quinta-feira uma greve de quatro dias, ameaçam voltar a paralisar caso António Costa avance para contratação de uma empresa privada para o sector.

Mas o presidente da Câmara, António Costa, desmentiu, ontem, que esteja a avançar para a privatização dos serviços de higiene urbana, acusando os trabalhadores grevistas de mostrarem "total desprezo" pelos lisboetas e classificando a paralisação de "lamentável".

Num discurso inflamado, durante a sessão da Assembleia Municipal, Costa garantiu que estão a ser estudadas várias hipóteses de melhoramento daquele sector, tendo apenas sido concluído um caderno de encargos que visa a concessão a privados da limpeza na zona da Baixa-Chiado e da freguesia de Santa Maria dos Olivais.

"Há que louvar os cidadãos pela forma como reagiram a esta greve que, praticamente, foram seis dias sem recolha do lixo, lavagem e varredura", disse salientando a importância de ser encontrada uma solução para colmatar a falta de 200 cantoneiros de limpeza na cidade.

"Com a excepção da Polícia Municipal, só na área da Higiene Urbana está aberto um concurso para a contratação de 50 cantoneiros de limpeza", frisou. Quanto a uma das acusações dos trabalhadores, de que o município se prepara para a abertura de um concurso para a contratação de uma empresa privada, o socialista admitiu que nada está decidido.

"Esta greve ocorre quando não foi ainda tomada uma decisão", disse, mostrando disponibilidade para negociar com os sindicatos.

A greve atingiu uma adesão que ultrapassou os 90% naquele sector municipal. Ao JN, Helena Afonso, do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local, admitiu que os trabalhadores podem paralisar de novo, caso Costa não aceite as propostas ontem apresentadas, tanto por aquele movimento como pelo Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa.

"A verba que o Orçamento de 2009 prevê para a contratação de uma empresa privada tem de ser retirada e ser substituída pela contratação de 200 cantoneiros", exigiu, alegando que a segunda hipótese sairá menos dispendiosa aos cofres do município. "Ainda ontem (anteontem) o vereador Sá Fernandes tinha uma proposta, que retirou, e que passa pela privatização da desmatação", lembrou a dirigente sindical.

Na próxima semana estão agendados vários plenários com os trabalhadores para se discutirem novas formas de luta, caso as negociações com António Costa não surtam os efeitos desejados.

IN Jornal de Noticias
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Grevistas ameaçam voltar a paralisação
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
nosmulheres :: Temas em geral :: Banca dos jornais-
Ir para: